Prepare-se para o outono: Doenças respiratórias são características da estação

5 de abril de 2023

Com a chegada do outono, é comum ocorrer um aumento no número de doenças respiratórias, como gripes, resfriados e alergias. Isso acontece por diversas razões, incluindo a queda nas temperaturas, a maior concentração de poluentes e o aumento da umidade relativa do ar.

As doenças respiratórias são causadas por diversos tipos de vírus, bactérias e fungos, que são facilmente transmitidas através do ar ou do contato com superfícies contaminadas. No outono, esses microrganismos encontram condições favoráveis para se proliferar e infectar mais pessoas.

As gripes e os resfriados são as doenças respiratórias mais comuns nesta época do ano. Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dor de garganta, tosse e congestão nasal. Embora essas doenças sejam geralmente leves e desapareçam em poucos dias, elas podem ser mais graves em pessoas com sistema imunológico comprometido, como idosos, crianças e pessoas com doenças crônicas.

Outra doença respiratória comum no outono é a bronquite, que é uma inflamação dos brônquios que pode ser causada por vírus, bactérias ou exposição a substâncias irritantes. Os sintomas incluem tosse, falta de ar, produção de muco e dor no peito. Em casos mais graves, uma bronquite pode evoluir para pneumonia.

As alergias respiratórias também podem ser um problema no outono. Com a queda das temperaturas, as pessoas tendem a passar mais tempo em ambientes fechados e com pouca ventilação, o que pode aumentar a concentração de ácaros, mofo e outros alérgenos no ar. Os sintomas incluem olhos irritados, nariz entupido, espirros e tosse.

“Blusas de lã e cobertores guardados há muito tempo, acumulam poeira e ácaros. E podem provocar vários problemas alérgicos, como rinite, asma e dermatite atópica. Além disso, o contato com pessoas em locais fechados facilita o contágio de doenças respiratórias causadas por vírus, principalmente pelo rotavírus e adenovírus”, esclarece o Biomédico e especialista em Saúde Pública, Dr. Bactéria.

De acordo com o Biomédico, além dos cuidados básicos de prevenção, a vacinação também é importante para evitar ou diminuir o número de casos de algumas dessas doenças. “ O Sistema Único de Saúde prepara campanhas de vacinação durante esta época. Mas, as vacinas são ofertadas no decorrer de todo o ano, e é um direito que as pessoas têm e não devem abrir mão”, destacou.

Além de se vacinar, é importante seguir algumas medidas preventivas, como lavar as mãos regularmente, evitar contato próximo com pessoas doentes, manter os ambientes limpos e ventilados, evitar ambientes com ar-condicionado ou aquecedores que ressecam o ar e manter uma alimentação saudável e equilibrada para fortalecer o sistema imunológico.

Em caso de sintomas de doenças respiratórias, é importante procurar um médico imediatamente para um diagnóstico preciso e tratamento adequado. Além disso, é fundamental seguir as orientações médicas e evitar a automedicação, que pode agravar os sintomas e prejudicar a saúde.

 

 

LocalizaçãoOnde nos encontrar?

SCS – Quadra 07 – Edifício Torre do pátio Brasil
Bloco A – Nº 100 Salas 806 a 812
Asa Sul – Brasília – DF – CEP: 70307-901
Telefone: (61)3327-3128

Redes SociaisSiga-nos
Fale ConoscoEntrar em Contato
LocalizaçãoOnde nos encontrar?

SCS – Quadra 07 – Edifício Torre do pátio Brasil
Bloco A – Nº 100 Salas 806 a 812
Asa Sul – Brasília – DF – CEP: 70307-901
Telefone: (61)3327-3128

Redes SociaisSiga-nos

Copyright © 2020 Conselho Federal de Biomedicina – Todos os direitos reservados

Copyright © 2024 Conselho Federal de Biomedicina – Todos os direitos reservados