Open/Close Menu Conselho Federal de Biomedicina

 

 

No inverno brasileiro os microrganismos são praticamente os mesmos do verão, quer dizer, a diferença de temperatura não é tão brutal como na Europa ou Hemisfério Norte que chega até a nevar. Algumas doenças, com prevalência por ajuntamentos são mais comuns, como gripe, resfriado, meningite e outras doenças respiratórias, bem como a pneumonia. Alergias também podem aparecer, principalmente por conta do uso de blusas de lã, cobertores e etc.

O inverno não traz somente o frio, temos um verdadeiro pavor da possibilidade de um caminhão de doenças que podem vir anexadas a ele. Com a tentativa de evitar ou pelo menos minimizar seus efeitos, temos uma gama de procedimentos que nossas mães vivem nos dizendo. Quem nunca ouviu as expressões a seguir?

“Mantenha tudo bem fechado”, isso referente às janelas
“Não tome sorvete ou gelado”
“Coloque uma bacia de água no quarto para manter a umidade ambiente”

O que não sabemos é que estas recomendações são totalmente erradas e podem acarretar em problemas de saúde. Vejam!

Mantenha tudo bem fechado (janelas)
Errado: Este ato pode acarretar na diminuição da aeração da casa, sobretudo os quartos, com uma concentração de poeira. Aliado a uma umidade pode servir como um verdadeiro banquete para ácaros que, ao se alimentar da pele humana + cabelos e pelos, liberam cápsulas microscópicas fecais que podem agravar ou causar processos relacionados a doenças respiratórias, como asma, por exemplo. Isto sem falar na concentração de esporos de fungos (bolores) que podem agravar estas situações.
Correto: Manter arejados os ambientes internos. Abrir as janelas entre 10 da manhã e 5 da tarde.

Não tome sorvete ou gelado
Errado: Realmente se trata de uma lenda, sorvetes, sobretudo os mais calóricos (com chocolate ou leite condensado) não acarretam de maneira alguma em nenhum tipo de doença, nem infecções de garganta, resfriados ou gripes. Ao contrário, se tratam de alimentos que podem até evitar, quando integrantes de uma nutrição adequada, várias doenças, inclusive as citadas.

Correto: Quando você da uma batida na perna, trata com gelo, pois diminui a inflamação e uma garganta inflamada, deve ser cuidada do mesmo modo, bebidas mais frias seriam as mais indicadas.

Coloque uma bacia de água ou umidificador no quarto para manter a umidade ambiente
Errado: Esta informação é baseada na idéia que o ar seco pode implicar na suspensão de poeira na casa agravando processos respiratórios. Inicialmente pode parecer até uma informação correta, mas sou totalmente contra este procedimento, pois um aumento da umidade ambiental pode acarretar em um aumento da população de ácaros (que adoram quartos úmidos) e estes sim, podem aumentar a incidência de doenças respiratórias.

Correto: Beber bastante água e pingar soluções fisiológicas nas fossas nasais já resolve o problema da umidade no corpo.

No entanto, algumas outras dicas são relevantes para se evitar as tais doenças do inverno.

. O uso de aparelhos para purificação do ar é recomendado.
. Evitar carpetes ou cortinas que acumulem poeira.
. Use aspiradores de pó que tenham um elemento filtrante do tipo HEPA
. Passe no chão panos umedecidos com desinfetantes ou então, em alguns casos, uma mistura de 1 copo de querosene para 10 litros de água é uma boa pedida.
. Recobrir colchões, travesseiros e almofadas com sacos protetores que sejam permeáveis na parte superior e impermeável na parte interna e fechados por zíper. A cama deve estar afastada da parede.
Coloque livros e objetos em armários fechados.

Outros procedimentos que devem ser efetuados para se evitar doenças:

Lave muito bem as mãos
As mãos servem de vetores para muitos germes, são os verdadeiros responsáveis pela transmissão de gripes e resfriados, entre outras doenças. Somente o fato de lavar as mãos já reduziria em 99% o índice de doenças hospitalares.

Evitar animais de pêlo ou pena dentro de casa
Por mais bonitinhos e amorosos que possam parecer, lugar de animal não é dentro de casa, principalmente nos quartos e cozinhas, devemos evitar sua presença nestes locais.

Não permitir que fumem em ambientes internos
Os fumantes passivos, sem falar nos ativos, podem apresentar agressão no epitélio e nos cílios existentes na traquéia, isto acarreta em uma diminuição da capacidade de eliminação de substâncias estranhas como germes, poeira, fezes de ácaros entre outros elementos, podendo agravar ou trazer complicações e doenças respiratórias.

Lavar os cobertores, pelo menos, de 10 em 10 dias e secar muito bem ao sol
Colocar em sacos de TNT (Tecido não Tecido) fechar e guardar – no caso da presença de pessoas com problemas respiratórios levar os cobertores e agasalhos de lã até o freezer por 12 horas (dentro de sacos plásticos) – este procedimento mata os ácaros, que não agüentam o frio do freezer, após, guardar em armários protegidos.

Não podemos esquecer que no inverno temos uma quantidade de ar frio muito grande e que este é mais pesado que o ar quente o que implica em uma não renovação de ar e acúmulo de poluentes em locais de maior frequência de pessoas então, evite aglomerações. Nos casos de ônibus e metrôs, não esquecer de deixar algumas janelas abertas, por mais frio que pareça, isto implica em uma renovação de ar e diminuição da presença de poluentes.

Por fim, é preciso se alimentar bem, mas sem exageros, a baixa rotina de exercícios físicos aliado a uma alimentação estritamente calórica (feijoadas, churrascos, etc), pode trazer problemas de obesidade entre outras complicações. Exercícios controlados aliados a uma alimentação trazem saúde e te preparam para uma primavera e verão cheias de alegria.

Bom Inverno.

 

Roberto Martins Figueiredo
Dr. Bactéria
microbiotec@uol.com.br
@drbacteriaoficial

© 2015 - Conselho Federal de Biomedicina